*PODER DAS PAIXÕES


Beijei-te há pouco...
Agora, estou a tocar-te nos cabelos. 
Sei que o álcool não é mais forte que eu,
por mais que tenha bebido.
Também bebeste, 
mas estás tão mais óptima que eu
que parece que não o fizeste.
Escrever sem erros,
Não significa que não bebi demais:
significa que nunca chega
para deixar de saber
o que é importante para mim,
o bom que é tocar nos teus cabelos,
o quanto é melhor tudo,
quando por ti sou amado.
Apesar da rápida aceleração cardíaca
derivada do álcool,
só por me olhares
e dizeres com esses mesmos olhos que tanto adoro
aquele teu "amo-te",
fazes quase o coração saltar do meu peito.
Tal é a paixão!
Sim, estou com tanto álcool no sangue,
que já me seria possivel esquecer quem sou.
Ainda assim,
Algo maior me faz respirar mais fundo,
e dizer neste silêncio da noite
onde só e apenas se ouve a caneta
a acariciar o papel,
que tu és a pessoa que amo e quero.
Podes até pensar que estou a escrever isto
para alguém, para outra. 
Mas não. É para ti,
o meu único e verdadeiro amor.
Importa muito que conscientemente
não te diga que te amo sempre que queres,
quando inconscientemente é só em ti que penso?
Pode ser tarde no relógio,
mas nunca é tarde para mostrar o que sinto.
E faço-o usando a minha arte, também minha paixão. 
Pois escrever por escrever é escrita,
mas escrever tocando no coração de quem se quer,
é arte.
Tudo isto pode até parecer demasiado belo,
ou demasiado artificial e falso.
Mas só existe uma realidade nisto: 
é simplesmente verdade!
Eu amo-te!
Não importa quem esteja à volta, quando, 
onde ou porquê.
Nem mesmo como eu estou, ou sequer se estou.
Amo-te! 
E não há motivo melhor
que não precisar de motivo
para se perceber isso.

BY:JCS
03/03/2012
03:52

3 comentários:

  1. pk será k adoro este texto???
    gosto, melhorado e mais bonito ainda :D

    ResponderEliminar
  2. lindo,é uma bela declaração de amor :)

    ResponderEliminar

Comentar este texto: