*AINDA MAIS


Não posso ficar quieta por fora
Senão inquieta me sinto por dentro
Ver-te e pensar que podias não ser meu
Torna a minha vida num inferno autêntico


É-me dificil acreditar nisso
Não me parece que fosse possível
Mas nem tudo o que parece é...
E bem sei que nada é impossível

Prefiro não arriscar
Sei que é preciso sempre lutar
É preciso saber esperar
É preciso saber quem estamos a amar

Estou triste (o que de nada em serve)
Na minha cabeça gira um planeta de confusões
Com os continentes medos e ansiedades
E o grande oceano chamado "Desilusões"

Foi o mundo que criei no passado
Em conjunto com os que vieram antes de ti
Tentei apaga-lo quando te encontrei
Mas ele nunca saiu de dentro de mim

Tenho de viver junto destas saudades
Tenho de ficar aqui sozinha à noite
Acompanhada das estrelas e sonhos
E da tua imagem a vaguear na minha mente

A solidão faz lembrar-me de ti com carinho
Ao mesmo tempo, do passado com alguma tristeza
Sei que és a pessoa que tenho no coração
A pessoa a quem me sinto presa

Não tenho dúvidas em relação ao que sinto
Apenas medo do futuro que já me prometeram
No entanto quanto mais acreditei
Mais depressa com tudo acabaram

Estou aqui e sou de alguem novamente
Longe de ti sinto que te amo demais
Mas quando estou contigo
Sei que te amo ainda mais

BY:JCS
26/03/2004
22:50

1 comentário:

  1. Já tinha saudades de ler estes teus poemas
    Continua João <3

    ResponderEliminar

Comentar este texto: